quinta-feira, agosto 11, 2005

Rescaldo

Infelizmente ouvi o que não queria: "As equipas italianas são fomações cínicas!".
70% de posse de bola, 13 ou 14 cantos contra zero (!!!) e outros tantos remates contra 1/4 da Udinese. Para quê? Que ineficácia assutadora e tão típica das equipas lusas. Relativamente à Udinese, de facto os conjuntos transalpinos são mesmo "cínicos" e o "contra-ataque é mesmo venenoso".
A falta do Miguel Garcia foi fora da grande área, mas verdade seja dita, qualquer árbitro apontaria para a marca de grande penalidade (embora seja de salientar que o árbitro anulou bem dois golos ao SCP e falhou ao não assinalar duas penalidades sobre o Liedson, e foi demasiadamente brando perante a agressividade dos italianos). E o que me irrita mais é que o jovem lateral direito não faz estas faltas/barbaridades de propósito. É mesmo falta de jeito.
Mas sobre a inclusão deste jovem a titular, Peseiro deve ter tentado "castigar" Rogério pelo seu mau momento de forma, trocando-o no onze inicial por Miguel Garcia. Mas neste jogo era necessário um jogador experiente.
Relativamente ao Douala, no intervalo Sensi Cosmi acertou a marcação ao camaronês e este "desapareceu". E o que Peseiro fez para modificar esta situação? Mudou-o de flanco? Mandou os seus companheiros de equipa colocarem a bola para a "desmarcação" (passe rasgado - botão do triângulo no Pro Evolution) para explorarem a velocidade de Douala perante o seu adversário directo? E se não desse para a desmarcação pela falta de espaços, foi pedido ao "ponta" verde e branco para pisar outros terrenos ou "ganhar" a linha de outra forma (colocando, por exemplo mais um jogador pertdo de Douala para tentar ganhar uma vantagem numérica em algumas situações)? Decidiu substituí-lo ou mudar algo uma vez que era claro que o "velocista" não estava a render e desequilibrar como se pretendia? Não, não fez rigorosamente nada. Ou seja, duas situações (embora existam outras, como por exemplo a falta de opções tácticas -só temos o 4-4-2 - quando o SCP joga contra equipas mais fechadas) em que Peseiro voltou a falhar claramente. Em jogos de "importância"vital para o Sporting, o "padeiro" FALHA escandalosamente! (Faz-me lembrar o Camacho).
Bom jogo do Polga (assim como o de Beto) e Moutinho é cada vez mais indispensável na equipa leonina. Gordo ou com menos seis quilos, está visto que Rochemback é o jogador mais importante do Sporting.
Sá Pinto continua esforçado e lutador como sempre e até jogou bem, mas, na minha opinião, nesta última época não será um titular indiscutível (nem pouco mais ou menos). Deivid, mais uma vez mostrou bons apontamentos (sendo um jogador bastante parecido com o Liedson), embora tenha uma falha: O jogo de cabeça que é claramente o seu ponto mais fraco (pode ser que esta minha opinião seja precipitada. Mas até ao momento foi a ideia com que fiquei). O Liedson continua a ser um perigo para os adversários, embora aquela perdida tenha sido escandalosa (e como os comentadores tanto gostam de dizer: "Em alta competição não se pode falhar golos daqueles!"). O Tello oscilou entre o bom e o mau, e voltei a realizar que a posição do chileno é mesmo a defesa-esquerdo. Já o Custódio foi o pêndulo do costume realizando uma partida ao seu estilo (eficaz e discreto), enquanto o Ricaro só o vi a lançar-se no penalti.
E já agora, porquê Silva...?

9 Comments:

At 8/11/2005 01:01:00 da manhã, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

PORQUÊ SILVA???

 
At 8/11/2005 02:07:00 da manhã, Blogger Sassi Mantorras said...

Concordo em pleno com a sua analise.O Treinador Peseiro engasga se vezes em demasia quando está no banco...talvez nao passe de um bom adjunto...

 
At 8/11/2005 03:27:00 da manhã, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

Ou será apenas um treinador para um Nacional?

 
At 8/11/2005 03:41:00 da manhã, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

Já agora, uma palavra para Nani que acredito bastante e PORQUÊ SILVA? Para o jogo de cabeça e "musculado" da grande área? Os italianos nem estão habituados... (outra falha de peseiro!)
Mas nos poucos minutos que o Varela jogou, já deu para ver que é um jovem objectivo, forte, com bons pés e remate fácil, e é bastante melhor que o Silva (o que não é difícil). Por isso, PORQUÊ SILVA?

 
At 8/11/2005 10:16:00 da manhã, Blogger Benfiquista desolado said...

Na análise a arbitragem só faltou referir que os fiscais de linha assinalaram MAL vários foras de jogo à Udinesse, um dos quais a bola chegou, mesmo, a entrar na baliza.

 
At 8/11/2005 10:19:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Parem lá de chamar nomes ao treinador da Udinese... é SERSE Cosmi.

 
At 8/11/2005 10:28:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Algumas considerações:
Não me lembro do Camacho falhar assim tantas vezes em momentos importantes.
Ter 20 ocasiões de golo e não marcar nenhuma, não é ineficácia, é azelhice, mas é como dizes, e bem, é inato nas equipas portuguesas... sobretudo contra os fdp dos italianos.
Se consideras a entrada do Miguel Garcia um castigo propositado do Peseiro ao Rogério então quem agora merecia um cartigo, e dos bem pesados, era o Peseiro.
Se o árbitro assinalou mal um penalty e deixou dois por marcar, também é verdade que assinalou mal 4 foras de jogo (1 na 1ª e 3 na 2ª parte), situações claras de golo. De qualquer forma o Sporting tem muitas razões de queixa.
Rochemback faz muita falta, e lembrem-se que é o último ano de contrato. Para o ano já não está cá.
"Deivid demonstrou bons apontamentos"??? Só se foi a jogar sem bola, porque mal lhe tocou. Neste momento dizer que o Deivid é bom e faz lembrar o Liedson é puro facciosismo.
"Porquê Silva???", se calhar porque dispensaste o Manuel, não?

 
At 8/11/2005 10:36:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

E cuidado com o que se diz sobre o Nani. Muita técnica, mas inconsequente.
Faz-me lembrar bastante 3 jogadores: Carlitos, Quaresma e Cristiano Ronaldo.
Como não se deseja mal a ninguém espero que ele tenha a sorte de não se tornar num Carlitos. Sobram dois. O rapaz sempre se poderá tornar cigano ou drag queen...

 
At 8/11/2005 01:47:00 da tarde, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

1º - Quando dizes que o Nani foi inconsequente, não concordo. O miúdo "veio" mexer com o flanco direito e na primeira vez que tocou na bola, houve uma situação de perigo. É irreverente, tem bom toque e joga rápido. Não penso que tenha sido (nada) inconsequente. Mas é a tua opinião e respeito. No entanto concordo que não se pode "exagerar" com o miúdo para ele não se perder. Há que o "gerir" com calma e PENSO que nesse campo o Peseiro até sabe fazer as coisas (veja-se o exemplo do Moutinho).
2º - Pergunto o porquê do Silva porque, de facto, entre o Silva e o Manoel, preferia o segundo. Mas já que ficámos com o Silva, durante o jogo de ontem PENSO que deveria ter entrado o Varela. A entrada do Silva foi o melhor que podia ter acontecido aos italianos, uma vez que o seu estilo de jogo (musculado e de "combate"), é facilmente controlado pelas equiopas transalpinas. Varela é rápidio, espontâneo, remate bem e seria um "elemeto-surpresa".
3º - O árbitro, de facto, falhou para os dois lados. Mas exagero ou não, considero-me mais lesado que a Udinese.
4º - Deivid, apesar de não ter jogado muito bem, teve, na minha opinião, uns apontamentos interessantes. Se voltares a ver o jogo com mais atenção, reparas (admito que o desafio teve tudo para não se tomar atenção). E quando digo que me faz lembrar o Liedson não é puro facciosismo (e afirmo que se baseia APENAS nos poucos jogso que vi do brasiliro e pelo que ouvi de pessoas que já viram mais desafios do internacional canarinho). Não digo que vai marcar 30 golos, apenas afirmo que o "seus estilo de jogo é semelhante ao de Liedson". É rápido, não joga fixo, descai para as alas, não joga muito de costas para a baliza e é objectivo. Peca por ainda não ser suficiente rápido a executar alguns movimentos.
5º - Finalmente, sobre o facto de Peseiro ter colocado Rogério e não Miguel Garcia, não tenho a menor dúvida que foi um castigo para brasileiro, uma vez que Rogério é mais experiente, tem mais técnica, centra melhor, faz a equipa jogar mais, dfende melhor e com menos faltas perto de área (que os italianos tanto gostam); em termos de velocidade é que são os dois idênticos: Lentos.

 

Enviar um comentário

<< Home