quinta-feira, agosto 18, 2005

Desnecessário

"Miguel nem quer ouvir falar em conferência de imprensa na Luz e muito menos aceita pedir desculpa aos benfiquistas e ao clube. Ao que tudo indica o futuro do jogador aproxima-se do Valência, de Espanha, com quem já terá chegado a acordo, por cinco épocas, enquanto os dirigentes do clube espanhol estão próximos das exigências dos “encarnados”, que se cifram em cerca de oito milhões de euros. O problema agora prende-se com a exigência de Luís Filipe Vieira que pretende que Miguel “peça desculpas” antes de fechar o negócio" - in O Jogo
Em suma, se tudo correr como prevejo, Miguel ruma ao Valência, o Benfica recebe os tais oito milhões de euros e Vieira não ouve nenhum pedido de desculpas, colocando-se numa situação desagradável. Eu concordo plenamente com o desejo do presidente benfiquista em querer ouvir um "retratamento" por parte do lateral ditreito, mas penso que terá sido uma "posição desnecessária" uma vez que o SLB JAMAIS iria rejeitar uma proposta de oito milhões pelo passe do "gonorreias", não podendo dar-se ao "luxo" de não o vender por um capricho. Desta forma, LFV pode ter vencido a "batalha" (não deixando Miguel sair a custo zero), mas sujeita-se a "ficar pendurado". O melhor mesmo teria sido remeter-se ao silêncio e afirmar que o Benfica não pretende futebolistas daqueles. Mas esta é apenas a minha opinião.

6 Comments:

At 8/18/2005 09:36:00 da tarde, Blogger pé em ®iste said...

O Benfica recusou pelo menos uma proposta a rondar os 6-7 milhões, antes de a novela explodir, e a disposição foi sempre negociar a partir dos 10 milhões.
E não é um capricho. LFV nunca escondeu que quer que a resolução do caso seja exemplar e dissuasora para jogadores e agentes que pensem em tentar este tipo de truque. E aposto que não se esqueceu de Tiago, quando o disse. Já seriam/serão dois defesos consecutivos em que a birra do jogador dá resultados.

 
At 8/18/2005 09:43:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

O retratamento público não só é ridículo, como é imoral, e só serve para motivar a "canalha acéfala".
Ou vende, ou não vende - decisão que seria aceitável -, mas a partir do momento que aceita vender não põe condições...
Pela minha parte, subscrevo na íntegra a seguinte opinião:

Direitos, liberdades... e garantias
Numa sociedade democrática, a humilhação pública dos cidadãos não tem, ou não devia ter, qualquer cabimento. De resto, a Constituição da República Portuguesa garante que "ninguém pode ser submetido (...) a penas cruéis, degradantes ou desumanas". Exigir a um cidadão que se humilhe e degrade publicamente, bem como impor-lhe limites à sua liberdade de associação, forçando-o a afastar-se dos seus representantes legais apenas para satisfação de terceiros ou como condição seja para o que for é coisa de outros regimes. E, pelos vistos, há clubes que têm saudades de outros regimes.

 
At 8/18/2005 10:55:00 da tarde, Blogger pé em ®iste said...

Eu compreendo, mas se formos falar em fascismos não sei se a situação do Nuno Valente não é mais gritante...

 
At 8/19/2005 11:38:00 da manhã, Blogger Benfiquista desolado said...

Não concordo com o pedido de desculpas, que fique já assente.

Mas meu caro dourador mais uma vez constato que utiliza argumentos para criticar o Benfica não olhando e não dando a mesma importância para os assuntos do seu o clube.

Se quer falar em antigo regime e liberdades aconselho-o a ler uma entrevista do Costinha na Sábado de há três semanas.

Se mesmo assim não lhe chegar relembro as ameças de morte a José Mourinho, ou recuando ainda mais os convencionais métodos do guarda Abel para as equipas que vistavam o antigo Estádio das Antas.

Isto para além de uma pessoa que julga que ainda pode mandar na FPF e no selecionador exigindo a convocação do Baía, por um lado, e a não convocação de Nuno Valente por outro.

Mas mais grave impede esse mesmo jogador que legitimamente tem a ambição de jogar num Munidal, de jogar no FC Porto, enquanto não abdicar.

Isto sim claro, são tudo exemplos democráticos de liberdade de escolha e da vontade de cada um

 
At 8/19/2005 12:46:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

Duas notas:
1. Não fui eu que falei de fascismos e o texto não é meu;
2. Estávamos a falar do Miguel e não de outras situações ou outros clubes, coisa que V. Exas. parecem não perceber sempre que se fala do vosso SLB...

Seja como for, e relativamente ao N. Valente, deixem-me que vos diga que também não concordo com a conduta do FCP, mas que não acho as situações comparáveis...

 
At 8/19/2005 03:00:00 da tarde, Blogger Benfiquista desolado said...

Eu percebi. Só acho é que quando se fazem acusações tão fortes e determinadas tem que se analisar o contexto.
Não se pode dizer o que o Benfica tem suadades do antigo regime e falar em liberdades e direitos por causa do pedido de desculpas e ignorar que na mesma semana um jogador está a ser chantageado e coagido por um presidente a abdicar de um direito que lhe assiste; jogar pela selecção e ir a ao Mundial.

Já diz o velho ditado que quem tem telhados de vidro...

 

Enviar um comentário

<< Home