sexta-feira, agosto 19, 2005

BetandWin

O meu caro amigo Leão Desdentado faz uma série de Posts a criticar o meu (e o dele) clube SCP.
Confesso que não entendo a motivação e muito menos entendo o objectivo.
O José Peseiro não é certamente uma luminária do futebol, não será nunca um Mourinho da vida e muito menos a reencarnação do José Maria Pedroto. No entanto, espanta-me a crítica cerrada que lhe é destinada.
Nem nos meus sonhos mais ousados eu imaginei um Sporting a discutir o campeonato nacional até à última jornada quanto mais disputar a final da taça UEFA. Não ganhámos nenhum, é certo, mas chegar até lá não foi fácil, com jogos absolutamente estonteantes só visto em Portugal no tempo do Mourinho.
Num passado não muito remoto basta trazer à colação a época do os últimos treinadores do Sporting para verificar que os resultados foram sempre tragicamente mediocres salvo a época da dobradinha tonificada com o efeito Jardel. Nesse mesmo passado era habitual perder 3-0 em casa com otomanos ariscos, empatar com vikings toscos ou ganhar rente a uns ciganos desorganizados.
Eu, por mim, perfiro como está. Não quero um treinador a vir ganhar principescamente, encostar-se ao passado, trazer uns quantos estrangeiros para inglês ver, todo contente da vidinha com o tempo soalheiro que faz na praia da rata.
Assim, espanta-me que com o que foi feito até agora o homem não mereça um mínimo de crédito garantido. Porque uma coisa é o dito sujeito espetar-se ao comprido esta época, aí a César o que é de César, agora, por enquanto, merece o mesmo tipo de respeito que mereceu um dia Pedro Rocha aka Xerife quando entrou pela porta 10-A.

P.S-A melhor maneira de lidar com o Polga é mesmo não convocá-lo. Não era problema dele a falta de autoridade?

6 Comments:

At 8/19/2005 12:46:00 da tarde, Blogger Benfiquista desolado said...

Como benfiquista concordo com quase tudo o que foi dito, e não consigo compreender, sinceramente, como é que o Peseiro é tão criticado mas enfim... cada um sabe de si.

No enetanto não posso deixar de considerar um exagero dizer-se que o Sporting fez jogos jogos "absolutamente estonteantes".

Parece-me de facto um exagero, tirando o bom jogo contra Feyernord fora.

 
At 8/19/2005 03:38:00 da tarde, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

DC, obviamente respeito inteiramente a tua opinião, o que entendo-a perfeitamente. Todavia, gostaria apenas de dizer que até o final da época passada RARAMENTE ou mesmo quase nunca critiquei o nosso treinador. Sempre afirmei que "não tinha uma opinião bem formada" do Peseiro e que nas alturas mais complicadas é que se iria ver o estofo deste. E infelizmente o indesejado aconteceu: nas alturas cruciais o técnico dos leões falhou, fruto de más opções técnico-tácticas (ah, grabriel alves!). Entretanto, terminou a temporada e apenas ganhámos umas vitórias morais (QUASE que ganhámos isto, QUASE que ganhámos aquilo), e vendo bem as coisas, resultados práticos: NADA. Foi aqui que começou a formentar o meu desagrado com o Peseiro, que acabou por atingir o seu auge quando, no final das competições naionais e internacionais, assistiu-se aos mais variados casos de indisciplina e "situaões estranhas" no balneário leonino que o técnico nunca soubre resolver. Ou seja, perdeu a mão no balneário, que, como bem sabes, é o trunfo mais importante que um treinador tem.
Gostaria também de salientar que, num dos jogos mais importantes da época (diante os italianos da Udinese), na minha opinião, Peseiro, além de muito azar, também teve a sua quota parte de culpa, tal como expliquei anteriormente.
Finalmente, no caso Polga, era uma questão de tempo até a "relação" entre estes dois profissionais, já anteriormente deteriorada, viesse a espuletar de novo. E o que me incomoda é que, pelo que fontes internas do clube me disseram, o internacional cnarinho é um excelente profissional, do mais "calmo" que existe existe no conjunto de Alvalade. Não estou a dizer que é o brasileiro que tem razão nesta disputa, apenas que, de facto, se confirma mais uma vez a falta de "mão" de Peseiro na equipa.
Em suma, na minha opinião, o treinador José Peseiro falhou nos momentos cruciais (por culpa própria) e deixou de ter mão no balneário. O que de acordo com a minha forma de ver a situação, só implica uma saída: A rescição de contrato com o treinador verde e branco.

NR - Atenção que em momento algum coloco em causa o profissionalismo do actual técnico verde e branco. Apenas discuto a sua continuidade em Alvalade. Pode ser que esteja inteiramente errado e Peseiro "me responda" com excelentes resultados" (temos equipa para isso). E se assim for, serei o primeiro a retratar-me (que palavra tão na moda).
Entretanto, resta-me ir assistindo aos jogos do SCP e esperar que de facto esteja mesmo errado em relação à minha opinião.

 
At 8/19/2005 06:51:00 da tarde, Blogger DC said...

Juro que não entendo.

A rescisão do contrato com o Peseiro é optar pelo desconhecido em deterimento de um treinador cuja carreira depende do que ele fizer agora. É a nossa melhor garantia de dedicação. Os casos de indisciplina são meras cortinas de fumo. Não são caso único no nosso clube (Leandro no Algarve e tantos outros sem nunca se ter questionado a validade do Jozic) e os dois que aconteceram um foi no início da época e nunca mais aconteceu o outro foi no último jogo do campeonato).
O Peseiro precisa é melhorar a sua forma de estar. Não pode deixar-se fotografar à Cristo redentor, não pode dizer níveis fisiológicos e outras que tais.

 
At 8/20/2005 05:08:00 da manhã, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

DC, mas num ponto até concordo contigo. Assumo que agora talvez não seja a melhor altura para rescindir com o Peseiro, embora fosse o que me "apetecesse". Esta era uma situação que deveria ter ocorrido no final da época passada, após o técnico luso ter mostrado (pelo menos na minha opinião) que não tinha condições para prosseguir o seu trabalho em Alvalade. Agora só nos resta aguardar e esperar o melhor. Espero profundamente que o técnico luso me cale e apresente excelentes resultados, e se isso se suceder, serei o primeiro a "dar a mão à palmatória".
Mas se não o fizer, poderá ser que acabes por me dar razão e afirmar que, de facto, o melhor mesmo teria sido optar por outro treinador, uma vez que este já estava "queimado".

NR - Ontem, diante o Belenses, tens de admitir que a vitória foi pura sorte, uma vez que não mereciamos a vitória. E que defesa é aquela, onde a coordenação e comunicação é inexistente ? E as compensações do meio-campo nos contra-ataques? Na minha óptica, penso que fomos um verdadeiro oásis em termos tácticos, e Carlos Carvalhal só não levou os 3 pontos por azar.

NR1 - Atenção que eu não sou daqueles sócios sportinguistas que estão sempre contra tudo no seu clube. Antes pelo contrário (e certos amigos nossos podem-no confirmar). Apenas penso que o Peseiro não devia lá estar. E infelizmente já estou numa fase em que embirro com o "homem" por tudo e por nada (admito).

 
At 8/21/2005 01:27:00 da manhã, Anonymous Franz Cajuda said...

O Peseiro levou dez jornadas para perceber que o Enakarire não rendia a defesa direito (quando tinha lá o Beto que tem alguma rotina nessa posição) e umas 20 para ver que este jogador se tratava do melhor central do plantel. Mais grave, o Peseiro nunca entendeu que o Rogério simplesmente não é jogador de meio campo e com isso perdemos muitos pontos no campeonato passado. Isto não significa que se deva rescidir com o Peseiro nesta altura, o que seria um tremento erro e hipotecaria qualquer eventual título para este ano. Mas que o Peseiro é mau disso não pode haver dúvidas.

 
At 8/21/2005 04:25:00 da tarde, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

Cajuda, não podia estar mais de acordo contigo. De facto essas situações que apontaste são apenas umas das inúmeras que o Peseiro falhou. E depois, também considero que trocar agora de técnico seria, talvez, errado e o melhor mesmo é ver "no que isto dá".
Pode ser que as coisas corram bem e o Peseiro até nos surpreenda. Nunca se sabe... :)

Por outro lado, a minha insatisfação pelo treinador é tal, que também gostaria de o ver já na rua. Uma hipótese para substituí-lo e que gostaria bastante era Nelo Vingada (que já mostrou ser merecedor de uma oportunidade num grande nacional). Não tenho a menor dúvida que fazia melhor.

 

Enviar um comentário

<< Home