quinta-feira, março 16, 2006

Pararam o Benfica...

Depois da brilhante frase (de gosto e fair-play muito duvidosos) "quem vier à Luz morre", em apenas 4 dias, o SLB perdeu na "Catedral" a hipótese de ganhar uma, senão duas, das competições em que está envolvido...
Para quem tanto pergunta o porquê de haverem tantos anti-benfiquistas, aqui fica a minha opinião: tanta soberba e tanta imodéstia (que, ainda para mais, vão sendo "esfriadas" com regularidade) cansam e não são nada bonitas!! Apesar de tudo, os outros têm "melhor ganhar" que os benfiquistas...
Um pedido especial:
Ponham lá o Koeman em blackout, mas deixem o Presidente falar, que a gente gosta muito e que sempre que ele o faz o SLB entra em queda...
Que ninguém pare o Vieira!! Que ninguém pare o Vieira!!
PS: Já sei que o SLB é o clube do mundo com mais títulos, adeptos, sócios, dinheiro, etc... Tem é pouca modéstia!!

9 Comments:

At 3/16/2006 11:59:00 da manhã, Blogger Pontapé na Atmosfera said...

sim... porque para falar de modéstia estás cá tu.... nao é?

 
At 3/16/2006 01:07:00 da tarde, Anonymous Joao said...

pois isto de pararem o Benfica é ingrato para os 6 milhões (porque não dez ou mesmo vinte milhões) de portugueses ainda por cima com dois clubes do fundo da tabela...

aquilo que acontece é que muitos dos jogadores já só pensam no Barcelona, o campeonato e a taça já são demasiado pequenos para jogadores daquela dimensão!

e se jogam assim com o Barcelona então vamos ter uma estória parecida com Vigo!

 
At 3/17/2006 12:25:00 da manhã, Blogger meia distância said...

Ridículo seria ser o segundo ou terceiro maior clube de Portugal, o segundo ou terceiro em número de sócios/adeptos, o segundo ou terceiro em número de títulos, o segundo ou terceiro em dimensão do estádio, o segundo ou terceiro em tudo... e achar isso bom.

Ridículo é ganhar e não comemorar a vitória em frente ao adversário.
Ridículo é não assumir a nossa superioridade.

Ou só o herói mourinho é que o pode fazer?

Sabendo, claro está, e ao contrário da personagem citada, que de vez em quando também se perde.
E que, quando isso acontece, a culpa nunca é de terceiros... ou de reuniões secretas.

E já que falei no mourinho, outro promenor que revela a má fé de quem comenta a bola nacional: quando há anti-mourinhos é por inveja do sucesso; mas, os anti-benfiquistas é devido à arrogância dos benfiquistas.



Saber assumir que, por exemplo, o penalty sobre o Léo nunca existiu. Que o Flávio Meireles tem o ombro até ao punho. Que o Baía defende bolas que parece mesmo que entraram (esta nunca mais se esquece). Que a arbitragem da amadora foi coincidência. Que o liedson é realmente muito fraquinho e cai com uma brisa mais forte.


Em relação ao Vieira, espero continuar como o caro Dourador a ouvi-lo mais uns anos (pelo menos até eu substituí-lo).

 
At 3/17/2006 05:53:00 da tarde, Blogger O pé que está mais à mão said...

Caro Sr. Dourador,

parece-me que está a argumentar com a "arma" errada.

A falta de modéstia pode ser um problema quando nos referimos a uma pessoa. Neste caso, concordo que alguma modéstia é importante, mesmo que seja apenas de fachada...

No caso de uma instituição, seja um clube de futebol, um exército, ou mesmo um país, não me parece que a modéstia seja a principal qualidade dos vencedores.
Não me parece que os exércitos da reconquista cristã e da fundação da nacionalidade, liderados pelo exemplar D. Afonso Henriques, fossem poços de modéstia, onde se cultivassem frases do tipo:
- perdemos esta batalha! Se calhar não somos assim tão bons como pensamos. Se calhar não merecemos viver aqui...devíamos repensar a estratégia.
Também nunca vi o W. Churchill a pedir aos Ingleses modéstia durante o Blitz. Antes pelo contrário, o que se pede a um exército em guerra é crença, é acreditar que são melhores que os outros, que a causa por que lutam é superior e merece o sacrifício. Só assim se pode chegar à vitória e à grandeza.

Não sei qual o grande clube que vive da modéstia dos adeptos...

Mais, acho a modéstia tão má como o fado. Acreditar que devemos dizer, "sim, somos granditos, mas há muito maiores, e muito melhores que nós... (o que só é verdade no contexto Europeu/Mundial, nunca a nível nacional), em vez de dizer que somos os maiores,e que em Portugal não há outro igual, é igual à velha história do fadinho tuga: tudo depende do destino, se ganhas é porque tens sorte e foste humilde, se perdes é porque tiveste um grande azar e porque o destino não queria nada contigo.

Sendo dois fenómenos diferentes, são duas características que, na minha opinião (e há outras, que eu respeito) fazem de Portugal um País retrógrado e pouco desenvolvido, e dos portugueses um povo perdedor.

Rematando: O Benfica é o unico clube Português de dimensão global, tem uma história que mais nenhum tem, tem uma base de sócios e de benfiquistas inigualável em Portugal, na diáspora e nos Palop, tem um palmarés maior e Glorioso. É o maior. Ficar atrás do FCP e do SCP no campeonato é uma vergonha, considerando a dimensão regional e local dos dois clubes.
A Modéstia pode ficar para os clubes pequenos. Na Luz não cabe.

 
At 3/17/2006 06:38:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

Meu Caro,

Do passado vivem os historiadores e os arqueólogos...

Os títulos/conquistas recentes falam por si e, na minha modesta opinião, constituem a medida da modéstia e/ou imodéstia dos adeptos.

Ora, na actualidade o único clube português com dimensão internacional é, obviamente, o FCP e, mesmo assim, está na II Divisão Europeia.

O SLB e o SCP estão na III Divisão ou mesmo mais abaixo...

Já a nível nacional, a hegemonia do FCP nos últimos 20 anos é tão evidente, que me dispenso de comparações com a meia dúzia de taças e os poucos campeonatos que o SLB ganhou...

Seja como for, acho que não precisavas de remontar à fundação da nacionalidade, nem à II Guerra Mundial, para recordar os tempos áureos do SLB.

Bem sei que continua a ser à mesma muito tempo, mas basta recuar às dácadas de 60, 70 e 80...

Bem hajas!!

 
At 3/19/2006 09:56:00 da manhã, Anonymous leão galáctico said...

Para quem ser ser o melhor em tudo, deve ser frustrante ouvir falar em Real Madrid, Milan, Liverpool, Bayern, etc.

Coitado do Benfica. Talvez seja grande no 3.º Mundo, porque na europa deve ser uma espécie de CUF. Foram grandes mas já não são.

 
At 3/19/2006 07:28:00 da tarde, Blogger meia distância said...

ouvir falar em bayern? Tem juízo...
Frustrante deve ser ser do cepórtem e viver a vida toda à sombra do Glorioso... Palhaço!
os leões galácticos vêm da alvaláxia? Já te venderam a casa?

 
At 3/19/2006 10:31:00 da tarde, Anonymous leão galáctico said...

Precipitas-te. Leão galáctico nada tem a ver com Sporting meu bronco. Coitadito. Esse complexo da superioridade não passa disso. Complexo.

 
At 3/20/2006 04:59:00 da tarde, Blogger T-Rex said...

"(...)os leões galácticos vêm da alvaláxia? Já te venderam a casa?(...)"


LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

 

Enviar um comentário

<< Home