domingo, outubro 16, 2005

tanto trabalho, para nada.

Iniciados: Sporting, 2 – Corroios, 1
Os iniciados continuam invictos no Campeonato Nacional, contabilizando cinco vitórias em cinco jogos, com 18 golos marcados e quatro sofridos.

Juvenis: Estrela, 0 - Sporting, 2


Juniores: Louletano, 0 - Sporting, 4

Paulo Bento utilizou um esquema táctico de 4x3x3, com uma novidade na zona defensiva. Face às lesões de Daniel Carriço (operado), Paulo Renato e Marco Lança (problemas musculares) e Simão Coutinho, que apesar de estar no banco queixava-se de uma entorse, o médio centro Zezinando foi o “bombeiro” da equipa e actuou no eixo da defesa ao lado de Tiago Pires. Pelos vistos, ainda têm lá um gajo que sabe inventar. Será este o futuro treinador da equipa principal?

Sporting, 0 – Académica, 1
Académica agudiza crise

A Académica controlou sempre o ritmo da partida, dispondo de mais uma clara oportunidade para marcar, quando Marcel, após fintar Polga, não conseguiu desfeitear Ricardo, que saiu velozmente aos seus pés.


Estes textos são do site oficial da turba lagarta. O que está a encarnado escrevi eu (duh!).

Chego a duas conclusões:

O sporting tem, segundo alguns, a melhor formação a nível de clubes portugueses. Mas, chegando ao escalão que mais importa, não se vêem craques de verde e branco vestidos... mais do que uma época. Para onde irá João Moutinho? Seguirá os exemplos do grande Simão, do cigano Quaresma, da dragg queen Ronaldo, ou de Hugo Viana?
E, se saír, quando regressar, regressa para onde? Benfica? porto? Braga?
A conclusão: à imagem de Portugal (cheio de doutores e engenheiros desempregaods), o sporting não sabe o que fazer com os seus formados.

A segunda: Festejar o Centenário não é para quem quer... é para quem pode.