terça-feira, julho 19, 2005

Em relação à indemnização

Relativamente ao artigo 50º

"Artigo 50.ºResponsabilidade do jogador em causa de rescisão unilateral sem justacausa
1 - Quando a justa causa invocada nos termos do artigo 43.º venha serdeclarada insubsistente por inexistência de fundamento ou inadequação dos factos imputados, o jogador fica constituído na obrigação de indemnizar o clube ou sociedade desportiva em montante não inferior ao valor das retribuições que lhe seriam devidas se o contrato de trabalho tivesse cessado o seu termo.
2 - Se pela cessação do contrato resultarem para a entidade empregadora prejuízos superiores ao montante indemnizatório fixado no número anterior, poderá aquela intentar a competente acção de indemnização para ressarcimento desses danos, sem prejuízo da produção dos efeitos da rescisão."

No ponto 1, diz que o montante a indemnizar será nunca inferior ao valor das retribuições até ao fim do seu contrato. Penso que só isto não chegue para encontrar o valor da indemnização. Vejamos o caso do Tiago na época passada. Era dos mais mal pagos do plantel. Porque é que ele não se lembrou disto. Concerteza que o valor seria bastante inferior aos 12 M€ que o Chelsea pagou. Possivelmente o Tiago estava era melhor aconselhado...
No ponto 2, quem e como é que se vão provar este prejuízos? Há alguma cláusula de rescisão no contrato que possa servir de "preço de tabela"? Ou serão as prospostas que o jogador teve até ao momento que vão servir para tabular a indemnização (Dinamo - 12 M€; Fiorentina - 5 M€)?

Também eu vou ficar à espera do Dourador e do Leão. E se a minha querida esposa quiser dizer algo, sinta-se à vontade.

1 Comments:

At 7/19/2005 01:59:00 da tarde, Anonymous O Benfiquista Tresloucado said...

Será que se podem qualificar como prejuizos os montantes que o clube deixaria de encaixar se não houvesse rescisão?

Aí creio que seria € 12M de prejuízos.

Soa-me a muito.

Se for só os ordenados, estamos fodidos porque, e eu não conheço o contrato, estamos a falar de €2M ou €3M.

Ele não devia ganhar muito mais.

Se conseguirem provar que houve prejuizo será melhor, mas acho que não deverá chegar aos montantes pretendidos pelo Benfica à partida, não deverá chegar aos €10M.

E este dinheiro chegar mais ou menos no principio da próxima época, uma vez que a FIFA tem dar o seu parecer para obrigar o clube comprador.

E isto tudo enquanto é emitido um certificado temporário para o gajo poder jogar pelo novo clube.

 

Enviar um comentário

<< Home