quarta-feira, julho 20, 2005

1 minuto de silêncio

Os pais de Miklos Féher viram-se forçados a meter o SLB em tribunal, para assim receberem os cerca de 66.000 € do subsídio de férias devido ao seu falecido filho, respeitantes aos 7 meses de trabalho por ele prestado no ano em que morreu.
A notícia é surpreendente, não só porque se ficou a saber o montante do ordenado mensal que este jogador (que muito pouco fez no SLB) auferia (cerca de 113.000 € p/mês), mas acima de tudo pelo comportamento lamentável do SLB, que alegA como motivo da falta de pagamento voluntário da quantia em dívida, nem mais nem menos, e à boa maneira de um qualquer organismo público, "questões processuais". Convenhamos que alegar "questões processuais" depois de tantos anos, não sendo cómico (porque a situação não o é), não deixa de ser muito feio.
A adoração do Féher e as peregrinações dos dirigentes e da equipa do SLB ao seu túmulo sempre me pareceram golpes de marketing e de motivação emocional da equipa e dos adeptos. Agora confirmei a minha teoria...

6 Comments:

At 7/20/2005 02:54:00 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Gosto de ver o teu repúdio por esta situação.
Não sei é o que é que é mais nojento... se deixar os familiares de um jovem sem dinheiro... se enfiar com um jovem de 20 anos numa equipa B, correndo o risco de lhe acabar com a carreira, fazendo com que ele nunca venha a conseguir ganhar 113.000 €.

Mas fica registada a vergonha da direcção benfiquista.

 
At 7/20/2005 03:43:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

Essa de enfiar jovens na equipa B dava pano para mangas...
Mas olha que acusaste mal o toque... Eu acho ambas as situações, objectivamente, lamentáveis, independentemente dos clubes em causa. Por outro lado, eu escreveria este post mesmo que o clube devedor fosse o FCP...
Um exemplo: o FCP também fez bustos e homenagens ao Rui Filipe - se calhar com os mesmos objectivos que referi - mas, que se saiba, nunca lhe ficou a dever dinheiro.
É a velha história da "mulher de César"...

 
At 7/20/2005 03:45:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O último parágrafo deste post é lamentável e vergonhoso. Muita patetice já eu li pela blogosfera... mas isto não tem nada de pateta. Puramente mal-educado.

Abraços HTF

 
At 7/20/2005 05:13:00 da tarde, Blogger meia distância said...

Caro dourador:
Incrivelmente, não podia estar mais de acordo...
No entanto, para não ser apelidado de mariquinhas e paineleiro adepto do consenso e das pancadinhas nas costas...
deixe-me dizer-lhe que acho mais lamentável a falta do seu presidente na homenagem com corpo presente (mandando apenas o seu boby, sem o tareco) do que a presença dos benfiquistas na hungria, seja a que pretexto tenha sido.
Lá estou eu a falar dos vossos clubes...
Lembrando a frase de um imbecil da nossa praça política: quem se mete com o Benfica... leva!

 
At 7/20/2005 08:33:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O FCP pagou á familia de Rui Filipe até ao final do contracto que tinha com o clube, fiquem sabendo, não venham misturar situações vergonhosas com respeito pelo funcionário do clube a quem nunca desiludiu.
Quanto aos 113.000 Euros por mês, pergunto:
Sabem qual era a percentagem que o seu empresário José Veiga (director do Benfica), recebia?
Quando me souberem responder saberão porque tinha um salário tão alto.

 
At 7/22/2005 11:15:00 da manhã, Blogger Miguel said...

À Benfica... que vergonha, depois vêm dizer que os jogadores não sei quê e tal? Não sei quê e tal porque ainda não conhecem metade da casa :)

 

Enviar um comentário

<< Home