quarta-feira, maio 18, 2005

UEFA Cup Final 2004/2005


Realiza-se esta noite mais uma final da Taça UEFA. Mas não é uma final qualquer, apresenta 3 aspectos que a diferenciam das demais:
- Uma das equipas é portuguesa
- Realiza-se em Lisboa
- Uma das esquipas joga em casa

Pelo terceiro ano consecutivo, uma equipa portuguesa chega a uma final europeia, justamente no ano em que se afirma, especialmente acima do Mondego, que a nossa liga está nivelada por baixo. Será que está? Já tive mais certezas disso...

Em relação ao jogo de hoje, apesar do factor casa, o Sporting não vai ter tarefa fácil. Tem pela frente uma equipa que está fisicamente no seu melhor, tem apenas 5 jornadas disputadas no seu campeonato, campeonato esse que começou em Fevereiro após dois meses de férias. Por seu lado, o Sporting apresenta-se de fisicamente de rastos, podendo apenas contar com o brio profissional dos seus jogadores para tentar esbater a diferença de frescura física existente.


CSKA
Após ter feito o Porto passar um mau bocado na Champions e ter eliminado o Benfica da UEFA, o CSKA apresenta-se em Alvalade com hipóteses legítimas de erguer a taça, quanto a mim, repartindo o favoritismo com o Sporting. Com um treinador ao melhor estilo soviético, onde tudo encaixa e funciona como uma máquina, espera-se um jogo sem falhas e que irá provocar no Sporting um desgaste psicológico fortíssimo ao longo de todo o desafio. Desgaste este que, quanto a mim, irá certamente resultar em falhas defensivas que irão proporcionar ao CSKA a concretização em golo de pelo menos um dos vários contra-ataques perigosíssimos que irá efectuar. A frieza russa com a magia dos dois avançados brasileiros irão, muito certamente, fazer a cabeça em água ao sector defensivo do Sporting, claramente o "elo mais fraco" da equipa portuguesa.


SPORTING
Por outro lado o Sporting, que merecidamente atingiu esta final, muito por força da motivação da final se realizar no seu estádio. Chega motivado, mas nitidamente cansado e com o estigma do falhanço do seu primeiro objectivo no Sábado passado. Uma época que tinha tudo para ser de glória, poderá tornar-se numa época a esquecer rapidamente. Apresenta ainda outro ponto em que está nitidamente em desvantagem em relação ao seu adversário, o treinador. Sem experiência europeia e sem o menor talento para inverter situações adversas, revelando nestas um claro nervosismo e falta de ideias. Resta-lhe esperar que os seus jogadores resolvam os problemas por si. Já com Liedson no 11, após a falha propositada contra o Benfica, espera-se que o levezinho brilhe ao seu melhor nível e Ricardo o acompanhe... Espera-se ainda que, e apesar de ser um grande jogo, Peseiro não invente como fez no Sábado passado e coloque os jogadores a jogar nas posições onde estes mais rendem.


PÚBLICO
Resta-me desejar um óptimo jogo, onde o fair-play impere, onde dentro e fora das quatro linhas haja espectáculo e emoção. Que os portugueses mostrem à UEFA que são dignos de receber eventos desta dimensão, como tão bem o fizeram no Verão passado.
Quanto à equipa que eu quero que ganhe, quem leu o post com atenção já percebeu qual é mas, no entanto, prefiro dizer... "Que ganhe o melhor"

1 Comments:

At 5/19/2005 10:16:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Até parece que já tinha visto o jogo antes de escrever o post...

 

Enviar um comentário

<< Home