segunda-feira, abril 25, 2005

Porto

O FCP consegui uma difícil vitória, frente a um Beira-Mar, que nunca se deixou encostar à sua grande área, e que se não fosse a óptima forma que atravessa o Guarda-Redes portista, o resultado poderia ter sido diferente. O Porto pode contudo queixar-se do árbitro que quanto a mim fez vista grossa ao derrube de Srnicek a Diego, e mais tarde uma mão na bola de Alcaraz dentro da área aveirense.
O golo conseguido aos 90 minutos é uma obra de arte de Quaresma, que parece estar dotado para os golos mais complicados. O Porto mantém-se assim na luta para o título, pois tem o campeonato mais fácil, em relação aos seus directos adversários.

Ps: Parece que faltou a fruta para o sr. Duarte Gomes.